Administração de redes em outsourcing: sim ou não?

Telefone
Contacte-nos Mail To Contactos Orçamento

Administração de redes em outsourcing sim ou não

A rede informática que suporta a atividade de uma empresa é hoje assumida como sendo o centro nevrálgico da sua operação. Todos os processos correm sobre essa infraestrutura e a sua operacionalidade é crítica para o bom funcionamento do negócio.

O negócio não pode parar e, por isso, é preciso garantir que a rede não falha, que é totalmente fiável. Esta operacionalidade permanente exige investimento, capacidade técnica, flexibilidade para responder a imprevistos e um esforço de atualização, tanto ao nível das competências profissionais como das tecnologias usadas, que estão em permanente evolução.

Na hora de tomar decisões, o gestor deve ponderar as vantagens e desvantagens das duas grandes opções de que dispõe: manter a gestão da rede “dentro de casa”, assegurada por uma equipa interna, ou selecionar um parceiro externo que garanta a operacionalidade da rede, optando pelo outsourcing.

Nos dois cenários há questões importantes a considerar, mas o outsourcing soma um conjunto de vantagens importantes na lista de critérios. Recorrendo a um parceiro externo especializado, a empresa passa a ter ao dispor e em permanência, o número adequado de recursos (técnicos e humanos) para gerir a sua rede. Deixa de lado as preocupações com processos de recrutamento, que em regra são longos, ou com soluções para períodos de férias ou baixas prolongadas inesperadas. Os custos relacionados com a formação de recursos internos para esta área, com a atualização periódica de equipamentos ou de software também deixam de gerar despesas independentes, pois cabe ao parceiro fornecer um serviço chave-na-mão.

Pagar uma fatura única, com um valor previamente determinado, pode ser uma ajuda preciosa na gestão do orçamento disponível em várias áreas, mas assume especial relevância no domínio da tecnologia, onde a evolução é constante e a necessidade de recursos fortemente especializados é incontornável, se a empresa quiser manter o negócio a funcionar 24horas por dia/7 dias por semana. Em simultâneo, a opção permite libertar recursos que podem ser direcionados para funções mais estratégicas para as áreas core do negócio.

Na negociação de um contrato deste tipo é importante que seja debatido em detalhe com o parceiro todas as necessidades e expetativas de evolução da empresa, para que os termos do acordo e os serviços incluídos sejam adequados e claros para ambas as partes.

A criticidade na escolha do parceiro é outro aspeto relevante. Procure referências e evidências de que os seus sistemas serão geridos de forma profissional e segura antes de tomar decisões.

A opção pela administração de redes em regime de outsourcing é uma realidade cada vez mais comum no mundo empresarial. Cabe a cada gestor definir um plano estratégico para o seu negócio e analisar as opções que melhor se ajustam ao rumo definido.

Na Compuworks somos especialistas na administração de redes. Se precisar de ajuda, contacte-nos.

subscreva-o-nosso-blog